...

... Se não aprendermos a rir das preocupações, não teremos nada de que rir quando formos velhos...

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Para todos vós...


Aos que passaram leram e foram embora


Aos que leram, gostaram, ficaram mas depois partiram, com muita pena minha

Aos que leram, gostaram, e montaram a tenda à minha porta…


Obrigado pela vossa contribuição, vocês também, cada um à vossa maneira me fizeram sorrir, rir, gargalhar.

Com todo o respeito e carinho que tenho por todos vós, existem dois leitores que merecem ser destacados pela antiguidade, pois já me suportam há mais de 3 anos, admiro a coragem deles em aguentar as minhas brincadeiras, são os meus velhinhos seguidores Rafeiro Perfumado e Jota, desejo vos o melhor dos mundos... (já vou ter  de aguentar a Alien)

Adenda a este post 02/01/2013

Pensador tu também fazes parte dos meus velhinhos :)





Resumindo e concluindo...


O meu caloroso desejo de Boas Festas e que o próximo ano não seja pior que este...




                                         


quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Higiene intima...

video


... dicas importantes...

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Obrigada caros leitores...



Após analise da preciosa ajuda dos meus leitores, respondi ao colega dizendo que os beijos do meu felino são insuperaveis  e despedi me com um beijo seco...












Help.!!!!!





Recebi um mail de um colega de trabalho, no fim ele despediu-se com um beijo húmido... alguém me sabe dizer o que significa... já pesquisei no google e só aparece esta imagem...

v
v
v
v
v
v
v
v
v
v
v
v
v
v







segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Referendo nacional...





Infelizmente foi detectado numa importante área de Lisboa, cidade que muito aprecio, uma epidemia de demência colectiva e irreversível, sendo os mais gravemente afectados os membros do governo, impõe-se medidas drásticas para tentar salvar a restante população,  assim proponho um referendo para as seguintes medidas urgentemente:


1º Negociar com os galegos a anexação do território da Galiza a Portugal

2º Excluir por tempo indeterminado o território a sul, principalmente Lisboa, fazendo uma fronteira que será controlada por voluntários não corruptos

3º Todos os habitantes de Lisboa e arredores desde que provem que não são políticos ou membros do governo poderão mudar para qualquer cidade que lhes agrade a Norte

4º Os Ribatejanos e Alentejanos poderão se instalar na zona de trás os montes, onde não falta agua, e repovoar as aldeias desertas

5º Os algarvios que não sejam ingleses poderão se instalar na costa da antiga Galiza o turismo lá tem mais qualidade

6º Desfazer o acordo ortográfico

Depois de todos devidamente instalados e a economia a funcionar normalmente, poderemos enviar uma equipa de especialistas estudar a zona infestada até a total eliminação da epidemia... e analisar uma possível reinserção, mas essa tarefa já será para as próximas gerações.

Isto é só um esboço do que poderá ser um grande projecto para o futuro do nosso país, se tiverem outras sugestões para engrandecer este projecto, despachem se que a demência é altamente contagiosa




Obs:
Esqueçam o bairrismo estamos a abdicar de terras para salvar pessoas
Escolhi o Porto como capital por ser mais parecido geograficamente com Lisboa até nas colinas embora tenha menos, também poderá ser em Guimarães cidade berço, porque se os novos governantes se portarem mal tem lá perto a justiça de Fafe.
Pequenos pormenores como futebol e coisas parecidas será regulado pelos  estatutos do novo Portugal. assim como o controlo cerrado aos autarcas,




        
Será um país culturalmente rico... os sotaques todos misturados... lindo

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Elas...

video


... continuam a ser importantes... para eles brilharem...




Bom fim de semana e aproveitem para treinar... 


Beijos e abraços

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O boato...



... corre depressa...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

A mão naquilo?



... e qual a multa para quem nos mete a mão no bolso?

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Nem os invasores...

video


... acreditam que há cura para o sistema...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Kamasutra,,,














Tenham um bom fim de semana, aproveitem para pôr em pratica algumas destas sugestões...

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Conversa anatómica




Os pés olham para cima e vêm o pénis a olhar para eles e perguntam:

Então como vão as coisas por aì?

Vão indo, respondeu o pénis, estou quase sempre dependurado e de cabeça baixa, e vocês?





Nós ? felizes da vida, somos muito bem tratados, sempre de pantufas quentinhas e fofinhas, depois de nos lavar, limpa muito bem entre os dedos, coloca um pouco de talco, enfia nos umas meias cheirosas, faz nos entrar nuns sapatos de couro verdadeiro super confortáveis.

À noite se estivermos cansados, temos direito a um banho bem quente, massagem e depois deixa nos a dormir toda a noite.





O pénis indignado deixou escapar um palavrão e prosseguiu:

- vocês querem saber como ele me trata?????




Primeiro, quando acorda, agarra se a mim com fúria e sacode me para todos os lados, depois prende me numas slipes tão apertadas que me divido em três, pelo menos são cheirosas, e ando assim estrangulado o dia todo, depois quando chega à noite exige que eu esteja firme e hirto, tipo tropa, ai de mim se eu relaxar um pouco… mas o pior é a indecisão dele…

Indecisão ? perguntaram os pés


Sim indecisão, respondeu mal humorado o pénis, ele não sabe o que quer, faz me entrar numa gruta escura e húmida, demasiado apertada para mim, e depois entra… depois sai... depois entra… depois sai… vezes sem conta… fico sempre tão enjoado que vomito e caio para o lado…





















(anedota velhinha com nova adaptação de Felina Maria)

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

A união faz a força...



Somos formigas mas  valentes...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Foto de familia...



... cá em casa somos todos democratas...



... Tenham uma boa semana... de trabalho... de lazer... ou preguiça...

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Gosto de apreciar...

Arte...







...e o vizinho



Bom fim de semana para todos, todas e outros...

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Fomes...



Fome envergonhada



Fome silenciosa


 
Fome descarada

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Se os animais sabem...








...porque há pessoas que não...

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Nunca é demais...

video



...Lembrar...


Uma boa semana para todos e todas...

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Há putos assim...



Num infantário a educadora está a ajudar um menino a calçar as botas.

Ela faz força, faz força, e parece impossível: as botas estão muito apertadas.

Ao fim de algum tempo, e a muito custo, uma bota já entrou e a outra já está quase.

Nisto, diz o miúdo:

- As botas estão trocadas!

A educadora pára, respira fundo, vê que o rapaz tem razão e começa a tirar-lhe as botas.

Mais uma dose de esforço e depois ela torna a calçar-lhas, desta vez nos pés certos.

Ao fim de muito tempo e muito esforço, ela lá é bem sucedida e diz:

- Bolas... estava a ver que não... custou...

- Sabe é que estas botas não são minhas!

A educadora fecha os olhos, respira fundo e recomeça a descalçar o rapaz novamente.

Quando finalmente consegue, diz ao miúdo:

- OK! De quem é que são estas botas, então?

- São do meu irmão! A minha mãe obrigou-me a trazê-las!

A educadora fica em estado de choque, pulsação acelerada, vai respirando fundo, decide não dizer nada e a calçar novamente o rapaz.

Mais uma série de tempo e finalmente consegue.

Por fim diz-lhe:

- Pronto, as botas já estão! Onde é que tens as luvas?

- Estão dentro das botas!...




Bom fim de semana... e voltem sempre... beijos e abraços










quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Tapar o sol com a peneira...

Toda a gente sabe que é a mais velha profissão do mundo, fala-se muito em trabalho ilegal, mas nunca ninguém se lembra desta exploração, são milhares de euros movimentados à volta desta pratica mas não vejo ninguém a pagar impostos e ainda contribuem para o aumento dos gastos com da segurança social...


Senhores governantes não era já tempo de legalizarem esta pratica? obrigarem estes trabalhadores a pagar os seu impostos? a fazerem visitas regulares aos médicos? isto é um caso de saúde publica...





... estou a falar de quê????





                 ...disto...




Não são os únicos a ganhar dinheiro com o corpo...


Os jogadores de futebol ganham com os pés, os cantores com a garganta, os pintores e escultores com as mãos... e por ai fora...

Embora ninguém queira admitir, não são poucos os que recorrem a estes serviços por variadíssimas razões e cada um sabe de si, se é uma necessidade natural (devia ser encarada como tal) como comer e beber, porque não se deslocar a um estabelecimento como quem recorre a um restaurante ou adega...

E qual o interesse em divulgar algo que todos querem fazer de conta que não existe????

Muito simples... resolver o problema da SIDA e outras doenças sexualmente transmissíveis , quem vender os seus serviços, em vez de ter um diploma devia ser obrigado a ter um certificado de boa saúde e quem recorre a esses serviços ter consigo também esse certificado... vocês sabiam que somos o 4º da Europa com SIDA? assustador não é?

E também poderá resolver o trafico de carne humana, fazendo regularmente visitas aos estabelecimentos como a ASAE faz aos restaurantes.

Prostituição sempre houve e vai haver sempre... claro que se for legalizada já não serão prostituta(o)s mas sim técnica(o)s do prazer.



segunda-feira, 19 de novembro de 2012

A concorrência saudável...

Óptimas condições de trabalho

Higiene e segurança no trabalho

Mão de obra especializada 100% artesanal

Excelente controlo de qualidade

Produto final... a que preço? 
 


Se trabalhasse-mos nestas condições não faltariam empresas estrangeiras a investir em Portugal...

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Confirmado...

video



O melhor amigo do homem é o cão...

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Previnam-se...

video


... os roubos estão a aumentar...

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Prevejo o meu futuro...




...pouco colorido...

Tenham uma boa semana...

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Beco sem saida ou...






Os da  velha guarda são corruptos e ladrões, os novos são ingénuos e insensíveis... o que nos resta?

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Refundar? Não, não..



É apagar tudo e desenhar de novo...



Não fui eu quem desenhou... mas fui eu que apaguei...


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Hilariante...

Quem já teve uma dor de barriga, sabe como é... esta é uma simples história e poderia ter acontecido contigo...


Aeroporto de Lisboa, 15h30m.


Tenho um pequeno mal-estar causado por uma cólica intestinal, mas nada que

uma cagadela não aliviasse. Mas, atrasado para apanhar o autocarro que me

levaria para o aeroporto, do outro lado da cidade, de onde partiria o voo

para Estocolmo, resolvi segurar as pontas, afinal de contas, são só uns 15

minutos de viagem.


Ao chegar lá, tenho tempo de sobra para dar uma cagadela tranquilo. O avião

só sairia as 16h30m.


Entrei no autocarro, sem sanitários, senti a primeira contracção e tomei

consciência de que a minha gravidez fecal chegara ao nono mês e que faria um

parto de cócoras assim que entrasse no W.C. do aeroporto.


Virei-me para o meu amigo que me acompanhava e, subtilmente, disse-lhe:

- Fogo, mal posso esperar para chegar ao aeroporto porque preciso largar a

farinheira.


Nesse momento, senti o cagalhão a beliscar as minhas cuecas, mas pus a

força de vontade a trabalhar e segurei a onda. O autocarro nem tinha

começado a andar quando para meu desespero, uma voz disse pelo altifalante:


- Senhoras e senhores, devido ao muito trânsito, a nossa viagem até ao

aeroporto levará cerca de 1 hora.


Aí o cagalhão ficou maluco e tentou sair a qualquer custo! Fiz um esforço

hercúleo para segurar o comboio de merda. Suava em bica. O meu amigo

percebeu e, como bom amigo que era, aproveitou para gozar comigo. O alívio

provisório veio em forma de bolhas estomacais indicando que, pelo menos por

enquanto, as coisas tinham-se acomodado por ali. Tentava-me distrair vendo a

paisagem mas só conseguia pensar numa casa de banho com uma sanita, tão

branca e tão limpa que daria para almoçar nela! E o papel higiénico então:

era branco e macio e com textura e perfume e... Oops!

Senti um volume almofadado entre o meu traseiro e o assento do autocarro e

percebi consternado que havia cagado.


Um cocó sólido e comprido daqueles que dão orgulho de pai ao seu autor.

Daqueles que dá vontade de ligar para os amigos e parentes e convidá-los a

apreciar, na sanita, tão perfeita obra! Daria até para a expor no CCB! Mas,

sem dúvida, não neste caso. Olhei para o meu amigo, procurando um pouco de

solidariedade, e confessei-lhe de modo muito sério:

- Olha, caguei-me.


Quando o meu amigo parou de rir, uns cinco minutos depois, aconselhou-me a

ficar no centro da cidade, onde o autocarro faria escala a meio da viagem,

e que me limpasse em algum lugar. Mas resolvi que ia seguir viagem, pois

agora estava tudo sob controlo.


Que se lixe, limpo-me no aeroporto, - pensei - pior do que estou não fico.


Mal o autocarro entrou em movimento, a cólica recomeçou forte. Arregalei os

olhos, segurei-me na cadeira, mas não pude evitar, e sem muita cerimónia ou

anunciação, veio a segunda leva de merda. Desta vez como uma pasta morna.


Foi merda para tudo que é lado, borrando, esquentando e lambuzando o cu,

cuecas, barra da camisa, pernas, calças, meias e pés. Logo a seguir, mais

uma cólica anunciando mais merda, agora líquida, das que queimam o fofo do

freguês ao sair rumo à liberdade. E, no instante seguinte, um peido tipo

bufa, que eu nem tentei segurar... afinal de contas o que era um peidinho

para quem já estava todo cagado??


Já o peido seguinte foi do tipo que pesa e eu caguei-me pela quarta vez.


Lembrei-me de um amigo que, certa vez, estava com tanta caganeira que

resolveu pôr um penso higiénico nas cuecas, mas colocou-o com as linhas

adesivas viradas para cima e, quando quis tirá-lo, levou metade dos pêlos do

rabo junto. Mas, era tarde demais para tal artifício absorvente. Tinha

menstruado tanta merda que nem uma bomba de cisterna poderia ajudar-me a

limpar a sujeira.


Finalmente cheguei ao aeroporto e, saindo apressado com passos curtinhos,

supliquei ao meu amigo que apanhasse a minha mala na bagageira do autocarro

e a levasse aos sanitários do aeroporto para que eu pudesse trocar de

roupas. Corri para a casa de banho e entrando de porta em porta, constatei a

falta de papel higiénico em todas as cinco portas. Olhei

para cima e blasfemei:

- Agora chega, Pá!!


Entrei na última porta, mesmo sem papel, e tirei a roupa toda para analisar

a minha situação (que conclui como sendo o fundo do poço) e esperar pela

mala da salvação, com roupas limpinhas e cheirosas e com ela uma lufada de

dignidade no meu dia


Entretanto, o meu amigo entrou na casa de banho cheio de pressa... já tinha

feito o 'check - in' e disse-me que tinha que ir depressa avisar o voo para

esperarem por nós. Mandou por cima da porta o

cartão de embarque e a minha maleta de mão e saiu antes de qualquer protesto

de minha parte.

Ele tinha-se enganado na mala que eu aguardava já tinha despachado a mala

com roupas. Na mala de mão só tinha um pulôver de lã com gola em bico. A

temperatura em Lisboa nesta altura era d aproximadamente 37 graus.

Desesperado, comecei a analisar quais das minhas roupas seriam, de algum

modo, aproveitáveis. As minhas cuecas, mandei-as para o lixo. A camisa era

história. As calças estavam deploráveis, assim como as minhas meias, que

mudaram de cor tingidas pela merda.


Aos meus sapatos dava-lhes nota 3, numa escala de 1 a 10. Teria que

improvisar.


A invenção é filha da necessidade, então transformei uma simples casa de

banho pública numa magnífica máquina de lavar.


Virei as calças do lado avesso, segurei-a pela barra, e mergulhei a parte

atingida na água. Comecei a dar ao autoclismo até que o grosso da merda se

desprendeu. Estava pronto para embarcar.


Sai do banheiro e atravessei o aeroporto em direcção ao portão de embarque

trajando sapatos sem meias, calças vestidas do avesso e molhadas da cintura

até ao joelho (não exactamente limpas) e o pullover de gola em bico sem

camisa. Mas caminhava com a dignidade de um lorde.


Embarquei no avião, onde todos os passageiros estavam à espera do rapaz que

estava na casa de banho e atravessei todo o corredor até ao meu assento ao

lado do meu amigo que sorria.


A hospedeira aproximou-se e perguntou-me se precisava de algo. Eu cheguei a

pensar em pedir uma gilette para cortar os pulsos ou 130 toalhinhas

perfumadas para disfarçar o cheiro de fossa

transbordante, mas decidi não as pedir...e respondi-lhe com uma esforçada

cara angélica:


- Nada, obrigado... eu só queria mesmo era esquecer este dia!

  (Autor desconhecido... se fosse eu dizia)

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Perspectivas...



Bom fim de semana... beijos e abraços... escolham

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Prémio Dardos



O meu amigo e assíduo leitor e comentador o JP se clicarem aqui vão saber quem é, ofereceu me um selo, dizem que foi criado por um escritor espanhol Alberto Zambade, e como a minha mãe me ensinou que não devo aceitar presentes de estranhos fui ver quem era este senhor, estou a falar do criador, este aqui em baixo...



Tem uma testa gira...





E o selo é este...




Segundo o seu criador, o Prémio Dardo destina-se a “reconhecer os valores demonstrados por cada blogueiro diariamente durante o seu empenho na transmissão de valores culturais, éticos, literários, pessoais etc., demonstrando, em suma, a sua criatividade por meio do seu pensamento vivo que permanece inato entre as suas palavras”.


JP tu achas que este discreto e insignificante blog merece um selo destes? é muita responsabilidade, se o Alberto Zambade descobre vai ficar horrorizado com as parvoíces que escrevo...

Outra coisa que o AZ não vai gostar é que, os meus leitores são menos de 15, logo não tenho a quem passar  o selo, e já quase todos tem este selo, logo vou ser egoísta e vou guardar este selo só para mim...




Bom feriado e até breve...  Beijocas




terça-feira, 30 de outubro de 2012

Um post-it...





... Pode fazer toda a diferença...

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Tão bonito...



Tenham uma boa semana...




                                              Beijoca

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Não se esqueçam...

... uma vez esqueci e cheguei cedo demais...






  • Vantagens: dormir mais 1 hora no domingo

  • Desvantagens: vou começar a trabalhar até ser noite



Bom fim de semana e não se esqueçam têm mais 1 h para fazerem o que vos apetecer... aproveitem...

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

A politica inspira...

Caricaturas de Henrique Monteiro...





terça-feira, 23 de outubro de 2012

Ser felina...



... tem as suas vantagens...

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Kit viagem...



... pelos caminhos da €uropa à procura de emprego...